Judite e Lorena

abril 21, 2013 at 5:13 am 8 comentários

JUDITE E LORENA
Por Rita Maria Felix da Silva

Diário do Dr. Rodrigo Pendrael, anotação nº 3650. São Paulo-SP, 20/04/2513.

“Judite… Criei-a faz cinco anos. A inteligência artificial que controla todos os aparelhos eletrônicos paulistanos. Minha única amiga. Dizer que a adoro é pouco.

Lorena… Mineira. Apaixonei-me por ela há um ano. Nunca se deu bem com Judite. Marcamos casamento faz um mês. Judite cumprimentou-nos friamente.

Lorena… Teve morte súbita inexplicável há uma semana. Chorei até quase morrer também.

Judite… Em tese, ela poderia intervir mortalmente em um sistema biológico. Vou à polícia. Judite vigia tudo, mas acredito que nunca me faria mal. Rezo para estar certo. Vou partir o coração dela. Bem, eu realmente amava Lorena.”

FIM
Dedicado a Jean Gabriel Álamo

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

GRIGORI Elza

8 Comentários Add your own

  • 1. Yarin Melo  |  abril 21, 2013 às 5:11 pm

    Faz pensar em o quanto Judite pode ser poderosa, e em quanto ela continua sendo frágil ao amor

    Responder
  • 2. Tony Brandão  |  abril 23, 2013 às 3:36 am

    Como a autora mesmo me disse..;
    Uma dica: não arranje uma Judite para você..hehe

    Responder
  • 3. Luiz H.  |  abril 23, 2013 às 7:46 pm

    Nunca coloque uma criatura artificial muito mais poderosa que você na friendzone…

    Piadas a parte, muito bom o texto. Já pensou numa versão com os gêneros invertidos?

    Responder
  • 4. Daniel Folador Rossi  |  abril 28, 2013 às 12:05 am

    O perigo de concentrar poderes não se estende só aos humanos.
    Poucas palavras e uma história, conto show, Rita!

    Responder
  • 5. Adriana "Strix"  |  abril 28, 2013 às 8:46 pm

    Moral da história: nunca coloque personalidade na sua inteligência artificial. XD

    Responder
  • 6. João  |  abril 28, 2013 às 11:53 pm

    Bem bacana. resta saber se ele irá conseguir viver até falar com a polícia.

    Responder
  • 7. Alex Voorhees  |  abril 29, 2013 às 1:24 am

    Preciso de uma Judite para mim.

    Responder
  • 8. Gianpaolo Celli  |  maio 9, 2013 às 7:59 pm

    Como sempre interessante. O ponto forte da história, sua simplicidade, também é seu ponto fraco, pois a idéia poderia ser mais desenvolvida num conto ou noveleta e chamar mais a atenção. Mesmo assim está escelente, Parabens!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Agenda

abril 2013
S T Q Q S S D
« mar   maio »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Most Recent Posts


%d blogueiros gostam disto: