A GALERIA

outubro 14, 2011 at 4:31 am 8 comentários

Pessoal, ainda devendo a vocês a conclusão de “Trinca de Ases”. Perdoem-me. Probleminhas técnicos, mas virá na próxima semana. Hoje deixo vocês com “A Galeria”.  Beijos.  Rita

A GALERIA

Por Rita Maria Felix da Silva

A voz do advogado era monótona, áspera e deixava escapar um tom de falsidade. Ayla sentia-se incomodada enquanto aquele homem falava:

        — Os termos são claros, Sra. Mitzis. No testamento, seu pai, o Barão de Lankera, deixa-lhe todo o patrimônio. A única condição é que mantenha esta galeria. Isso concluí meu trabalho. Passar bem.

        Inquieta, Ayla Mitzis tentou dormir aquela noite na mansão. Há dez anos, quando as diferenças entre ela e o pai tornarem-se, numa hipótese otimista, além de qualquer conciliação, o Barão expulsou-a dali, deserdou-a e jurou querer vê-la morta. Não havia ninguém no mundo que a odiasse mais. Então, por que mudar o testamento e beneficiá-la agora? À noite, que parecia estranhamente silenciosa, não deu resposta alguma.

        Pensou na galeria no porão. 64 quadros. Gravuras pintadas pelo próprio Barão, emolduradas e cobertas com um estranho vidro azul. Contava-se muita coisa sobre aquele nobre, diziam que era um mago e ajudava pessoas aprisionando o medo delas. Bobagem supersticiosa! Ayla nunca deu importância a essas histórias.

        Fechou os olhos pedindo que o sono viesse logo, mas, então lembrou do quadro número 31… “Sra. Nadiya Nikolayevna Korovin”… A imagem de um monstro indizível… O vidro trincado. Escutou algo se despedaçar, como uma enorme vidraça atacada com fúria.

    Para a polícia, os empregados da mansão contaram sobre barulhos animalescos e gritos horríveis, mas a porta do quarto de Ayla estava trancada e nada que eles fizeram conseguiu abri-la.

        Após alguns minutos, a porta destravou-se, como por mágica, e o corpo de Ayla Mitzis, viúva de Karl Mitzis (famoso comerciante e o maior inimigo do Barão de Lankera), foi encontrado em exatos 128 pedaços.

        Na galeria do porão, um quadro despencara da parede e sua moldura jazia no piso de mármore. Vidro azul espalhado por toda a parte.

FIM

Dedicado a Alex Bastos

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

AKMANDRITAS QUESTÃO TRABALHISTA

8 Comentários Add your own

  • 1. Rubem Cabral  |  outubro 14, 2011 às 12:53 pm

    Bem interessante a história, mas, sinceramente, o argumento pedia mais texto… Tão curto assim, não houve como se ter empatia com a personagem e a narração tbm foi muito econômica em descrições.

    Responder
  • 2. Clinton Davisson  |  outubro 15, 2011 às 6:29 pm

    Gostei muito! Eu gosto desse gostinho de quero mais que você deixa nos contos, mas concordo com o Rubem também…rs

    Responder
  • 3. Daniel Folador Rossi  |  outubro 15, 2011 às 7:19 pm

    O ‘indizível’ ali em cima me lembrou os horrores de H.P. Lovecraft, e por isso simpatizei com o conto (:
    Fica a sugestão: tirar a parte q explica o pai-mago e os medos aprisionados, e mudar o texto para que sugira ao invés de explicar. Sem, como vc disse, cair no não entendimento.
    Bjos Rita

    Responder
  • 4. Adriana "Strix"  |  outubro 17, 2011 às 4:19 am

    Nada como um terno conto de amor familiar. 🙂

    Responder
  • 5. Debby  |  outubro 17, 2011 às 4:37 am

    Amiga, seus contos são excelentes, porém esse no caso ficou faltando algo.
    Talvez se eles tirassem o vidro azul dos quadros. E pq o advogado tem que ser ,mantido?

    beijos

    Responder
  • 6. Al Reiffer  |  outubro 19, 2011 às 4:33 am

    Gostei, a ideia é muito boa, mas creio que poderia ter desenvolvido um pouco mais. Ficou faltando um pouco de clima e de aprofundamento na história. Mas o conto é bom em sua ideia. Bj

    Responder
  • 7. Rogério Henrique  |  outubro 19, 2011 às 11:36 am

    Interessante, legal, gostei.

    Responder
  • 8. Rdelton  |  outubro 20, 2011 às 1:43 pm

    Sempre, sempre, sempre excelentes seus textos! Não canso de dizer-te! 😀

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Agenda

outubro 2011
S T Q Q S S D
« set   nov »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Most Recent Posts


%d blogueiros gostam disto: